DELIVERY NÃO, QUENTINHA!

Atualizado: Ago 12



Roberta Sudbrack vem atraindo a minha atenção ao longo dessa quarentena.

A renomada chefe que já foi eleita pela revista inglesa “Restaurant” como a melhor chefe mulher da América Latina em 2015, gosta de ser chamada de cozinheira.

Há três anos fechou seu restaurante RS (Roberta Sudbrack), uma estrela Michelin e abriu uma nova proposta: o Sud o Pássaro Verde, um local aconchegante no Rio de Janeiro que se destaca pela informalidade, comida de excelência feita com produtos sazonais comprados de pequenos produtores.


Comecei a ver suas postagens no Instagram. E logo o texto — extremamente bem escrito —, em que ela se comunica com a avó Dona Iracema já falecida e fala de seus desafios, agruras e conquistas em gerir um restaurante em plena pandemia, virou um vício e mais que isso, um retrato de transparência (que não é muito comum de vermos por aí), e exemplo de perseverança para todos os que trabalham no ramo.

Salada Niçoise com atum confitado no forno bem baixinho por horas. 


Como consultor, enfrento sempre à primeira vista um certo desdém quando chego para entender o que poderia ser melhorado no negócio. Sempre ouço que fazem tudo certo.

O profissional da restauração não gosta de expor seus problemas e não gosta de fazer coisas novas, mas não entende que às vezes, justamente por causa dessa resistência, os resultados não aparecem.


Mas hoje não é de mim que quero falar. É dela.


SudLámen.


Roberta optou por não abrir o Sud. “Nossa casa é pequena, operar com 50% da capacidade seria inviável. Ficamos com medo da exposição que todos nós teríamos com a abertura. Criamos então um esquema onde nos sentimos mais seguros — se é que alguém pode se sentir seguro em meio a essa pandemia — onde não andamos de transporte público e taxistas de confiança entregam a comida que produzimos”, diz.

Spaghetinho caseiro feito à mão, com almôndegas.


Roberta conta que há quatro meses, antes do mundo ser tirado da tomada, se perguntassem a ela se faria delivery, ia dizer que jamais mandaria a comida dela chocalhando na garupa de uma moto pela cidade. De repente era o que tinha na mão. Era isso, ou nada! No início era tudo muito difícil, mas uniu forças e se adaptou.


Segundo Roberta, ela continua comprando de pequenos produtores e faz cardápios diferentes a cada dia. Assumiu que o Sud hoje entrega “quentinhas” com todo o orgulho e pelo o que acompanho no Instagram, tenho certeza de que os cariocas estão no céu por poder saborear a comida dela, um luxo nesses tempo tão sombrios. “Torço para continuarmos resistindo”, ela diz e nós também.

Panna Cotta, caramelo ácido e laranja seca.


Roberta finalizou falando algo que repito sempre: “todo mundo vai ter de se reavaliar e escolher um caminho que é o de jogar o excesso fora, não tem mais lugar para ego, para lista, prêmio.


E eu digo que para lá de questões de ego, não há mais lugar para ineficiência.



Quer saber mais?

PARA SEU RESTAURANTE LUCRAR MAIS

CURSOS ON-LINE

PLANILHAS EXCLUSIVAS

CURSOS PRESENCIAIS

MENTORIA

111 visualizações
CONTATO PARA CONSULTORIA

Para consultoria presencial ou online (via skype),
use o formulário de contato para contar um pouco
sobre o seu negócio.

Rua Depu​​tado Lacerda Franco, 300 — 19º andar

São Paulo, SP — Brasil

Tel: + 55 11 3030 9500​

contato@christianconsult.com.br

  • Preto Ícone YouTube
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2019 by Christian Consult | Christian Consult - Inteligência Para Restaurantes | CNPJ 26.694.561/0001-21 | Entrega imediata